SINDESP-PR lamenta morte de vigilante em função de complicações da Covid-19

O Sindicato das Empresas de Segurança Privada do Paraná (SINDESP-PR) lamenta a morte do vigilante Adriel Martins Pierazzo, de 41 anos, em função de complicações causadas pela Covid-19, e se solidariza com sua família, amigos e colegas.

Diante da crise sanitária que vivemos no mundo em geral e no Paraná em particular, o SINDESP-PR lembra aos profissionais de segurança privada, que dedicam-se diariamente a tarefas que envolvem o contato com pessoas, a importância da higiene. O uso de máscara, as lavagem das mãos e o distanciamento social são as medidas que temos no momento para lutar contra a pandemia.

Tendo em vista que a segurança privada é uma atividade considerada essencial e para proteger os colaboradores das empresas associadas, o SINDESP-PR mandou confeccionar 3.000 máscaras de tecido, sendo que 2.600 foram entregues às empresas associadas para distribuição aos profissionais do segmento e outras 400 máscaras de proteção foram entregues para uso de policiais militares de Curitiba e de Guarapuava.