Nota de pesar

O Sindicato das Empresas de Segurança Privada do Paraná (SINDESP-PR) lamenta profundamente o falecimento de João Alberto Freitas após sofrer agressões de um vigilante terceirizado e de um Policial Militar em um supermercado Porto Alegre – RS. Manifestamos nossa solidariedade à família e às pessoas que, como nós, se sentem abaladas diante desse fato.

O SINDESP-PR rechaça todo tipo de violência e ressalta que esta prática abusiva não condiz com o treinamento e com os fundamentos da profissão da segurança privada. Os serviços prestados pelas empresas de segurança visam à proteção de todas as pessoas que frequentam os locais que contam com essa relevante atividade. Quando ocorrem fatos excepcionais, a postura dos profissionais de segurança deve ser a de minimizar danos e garantir a proteção do bem-estar físico dos envolvidos, assim como a segurança patrimonial. Vale lembrar que a vida é o bem maior e devem ser empreendidos sempre todos os esforços para que seja resguardado.

Diante dos fatos lamentáveis, que comovem toda a sociedade brasileira, o SINDESP-PR reitera o compromisso das empresas associadas com o reforço do treinamento de suas equipes, tanto do ponto de vista técnico quanto humano, para que as atividades sejam realizadas com igual respeito a todos os seres humanos.