Alteração de movimento no período de pandemia requer atenção especial de empresários com a segurança

O período de pandemia tem alterado a rotina de toda a sociedade e para comerciantes e empresários os impactos têm vindo de muitas maneiras. As orientações para que as atividades sejam reduzidas ou mesmo suspensas demandam cuidados com a segurança e é preciso estar atento para que o prejuízo não seja ainda maior. Confira algumas dicas do  Sindicato das Empresas de Segurança Privada do Paraná (SINDESP-PR):

Se o estabelecimento for obrigado a permanecer fechado, é importante que o proprietário adote alguns cuidados:

  • Durante o isolamento social a comunicação com a vizinhança pode ser uma medida relevante.  Manter os contatos dos vizinhos atualizados é uma boa alternativa nesse contexto.
  • Compartilhar com os vizinhos, informações (relevantes) sobre ocorrências na região do estabelecimento.
  • Contratar uma empresa de segurança privada devidamente autorizada pela Polícia Federal para estudar qual a real necessidade do cliente, se um projeto de sistema de alarme, de circuito fechado de televisão (CFTV) ou de alarme ou vigilância, para que o estabelecimento mesmo fechado, continue protegido.

Com o restabelecimento das atividades, é fundamental redobrar a atenção na frequência de clientes e avaliar mudanças de horário para o atendimento a fim de garantir a segurança e evitar a vulnerabilidade em momentos de baixa circulação.

Ao adotar medidas de segurança privada, é recomendado um plano de contingência para garantir que os proprietários e funcionários saibam como agir caso algo não saia como previamente definido.

O vigilante/segurança de empresa devidamente autorizada pela PF está preparado para empregar soluções que aumentam a proteção da empresa, de seus ativos e das pessoas, com boas práticas para identificar ameaças ao funcionamento do seu negócio e prestar primeiros socorros caso necessário.