A contribuição sindical, também chamado de imposto sindical, é um tipo de contribuição social que devia ser paga obrigatoriamente por todos os trabalhadores que participarem de determinada categoria econômica ou profissional, ou de uma profissão liberal, independente de serem ou não associados a um sindicato.

Tal contribuição deve ser distribuída, na forma da lei, aos sindicatos, federações, confederações e à “Conta Especial Emprego e Salário”, administrada pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

O objetivo da cobrança é o custeio das atividades sindicais e os valores destinados à “Conta Especial Emprego e Salário” integram os recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador.
A contribuição sindical está prevista nos artigos 578 a 610 da CLT.